Qual eu sou!


Pow!

Já faz um tempinho que digo:

“Não mais estou como um caçador em busca de respostas, mas de conseguir fazer o que já sei.”

Também posso dizer o óbvio jargão:

“Não sei sobre tudo, mas só sei que nada sei.:

Dito o óbvio e o jargão, posso ainda dizer que me perturba a realidade de conhecer pessoas que também já deveriam saber o que é óbvio, mas que, contrário a isso, ainda buscam apoio para suas conveniências.

Na prática, um exemplo:

Vai ter uma reunião, só para homens, num auditório de uma igreja bem conhecida, dirigida por um cara que fala muito bem. Me disseram que o tema será sobre grana. Que levarão um cara BOM, para falar do assunto.

Caraca!

Vai falar o quê?

A fórmula mágica para ambiciosos?

Uma palavra confortante para os pobres?

Um apoio para os que vivem atrás das riquezas?

Não tome emprestado ou, escolha os menos juros?

Ou o óbvio:

“Gaste menos do que se ganha!”

“Faça planejamentos!”

“Seja generoso!”

“Aprenda a viver com pouco, pois assim não serás escravo das riquezas!”

“Seja simples!”

“Não se deixe ser dominado por coisas, nem pelo dinheiro!”

Reticências e etecéteras…

E nessa mesma linha estão falando sobre relacionamentos e criação de filhos.

Tudo bem que um cara mundano precise, após sua conversão, aprender sobre a nova vida que vai ter nesse novo mundo de Deus. Mas… tem cara que viveu longos períodos dentro de igrejas e há muito tempo é familiarizado com as palavras bíblicas e, que mesmo assim, busque uma babá que dê comida pronta na boquinha.

Das duas, uma:

  • Ou não funcionam as igrejas que frequentou,
  • Ou o cara é tem uma deficiência no crescimento.

A real é que todos estão mau acostumados.

Pois dependem de modelos institucionais. Pois não conseguem imaginar a igreja sem a placa – triste constatação.

Pow!

Qual o modelo?

Eu arrisco:

  • O primeiro modelo é o familiar.
  • O segundo é o comunitario/social
  • O terceiro, o institucional.

Desses, o último é dispensável quando suprime os anteriores.

Boas ondas,

Tropical

One Comment em “Qual eu sou!”

  1. Gezz 11 de Junho de 2014 às 16:27 #

    Saudades tropical! =)

    Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: