Propaganda. Uma arte humana.


Acho fácil de entender o objetivo da propaganda nesse nosso contexto de mundo.

O objetivo dela é vender produtos.

E assim dá a dinâmica que o capitalismo espera.

Mas para vender, precisa criar uma sensação.

A sensação de felicidade ou realização que você e eu teremos se comprarmos tal produto.

Um carro novo.

Um celular.

Um plano de academia.

Uma bela roupa de marca.

Uma viagem.

Um tratamento.

Uma agremiação.

E assim por diante.

As lindas imagens de gente feliz em lugares de encher os olhos até dos menos sonhadores, são um tiro certo. Atingem diretamente a central dos desejos mais humanos.

Não é a toa que mídias sociais se encaixaram perfeitamente com a tecnologia.

Não é a toa que a tecnologia é o maior dos avanços de todos dos tempos. Pois até parece que só foi desenvolvida para registrar as imagens que gostaríamos que as pessoas pensassem sobre nós.

Lindas paisagens.

Belos lugares.

Selfies incríveis.

Por esse motivo que todo aparato tecnológico é muito bem vindo para propagar e vender.

Vender a si mesmo.

Eu me vendo.

Tu te vendes.

Ele se vende.

O que é mais fácil de eu entender é o como tudo isso [marketing, propaganda e produto], deu tão certo.

Vou explicar meu ponto:

Deu certo porquê fazem campanhas egoístas.

O marketeiro, que também é tão humano quanto eu e você, descobriu em seus próprios hábitos, que os desejos, necessidades e interesses dos outros estão em último plano.

Dai ele vende algo para VOCÊ ser feliz.

Não os outros.

Até te convencem de que a sua felicidade vem em primeiro lugar. Eu diria, em primeiro, segundo, terceiro…

Nisso os amigos ficam as margens da conveniência.

Os desconhecidos estão muito longe para serem percebidos.

Casais brigam.

E até filhos pagam o pato, pois desfrutam apenas do que sobra dos pais.

Como sempre diz minha mulher, para se ter filhos é preciso deixar de ser egoísta!

Podemos parafrasea-la:

Para casar, precisa deixar de ser egoísta.

Para ter amigos, precisa deixar de ser egoísta.

Para viver, precisa deixar de ser egoísta.

Existe uma felicidade que é misteriosa. Pois é desconhecida.

A felicidade que se faz quando os outros estão bem.

A felicidade de ver realizações alheias.

A felicidade de dividir o que tem para que não falte ao que nada tem.

Essa felicidade altruísta nos custa muito caro. Pois custará nossa própria vida.

Não temos tanta coragem assim, de paga-la com nossos sonhos e desejos.

“Ame ao Senhor, o seu Deus de todo seu coração, de toda sua alma, de toda sua razão e ao seu próximo como a si mesmo.” – Jesus, o Messias

Boas ondas,

Tropical

Etiquetas:, , , , , , ,

7 comentários em “Propaganda. Uma arte humana.”

  1. Paulo Correa 1 de Outubro de 2014 às 12:28 #

    Olá,

    Acompanho seus textos e gosto de muitas coisas.

    Sou publicitário, amo o que faço e concordo com você que muita propaganda é egoísta. Trabalha apenas o benefício EU. Tomo por base a citação de Norman Douglas que diz “Você pode reconhecer os ideais de uma nação pelas suas propagandas.” Partindo deste princípio, existem coisas que o dinheiro não compra, para todas as outras é mais fácil entender que as pessoas estão consumindo aquilo que desejam.
    Uma sociedade egoísta consumira produtos egoístas. No entanto vejo também propagandas, de carro por exemplo que são voltadas para a família, sendo assim quem usa o produto é o conjunto, o que não deixa de valer o meu conforto. Como amar o próximo se eu não me amo? É possível amar e devo amar como me amo! Mas para isso eu preciso primeiramente sentir este amor que vem do alto, esse dom inexplicável e poderoso.
    Propaganda é coisa muito boa! Existem propagandas maravilhosas que nos fazem meditar sobre nossos valores, mas essas são publicadas para pessoas que procuram estes valores. Concordo com vários tópicos que você abordou. Creio que precisamos de uma sociedade que pensa muito mais no outro. É preciso deixar de ser egoísta e por isso, não pensando em mim, mas pensando em esclarecer que a propaganda comunica aquilo que está em seu processo cognitivo. O que é felicidade para um não é felicidade para outro. O que é egoísmo para um não é para outro. O que é publicidade para um não é para outro.
    As lindas paisagens e os lindos sorrisos não são nada mais do que aquilo que as pessoas querem. Boas ondas!
    Realmente fica fácil entender o objetivo da propaganda neste contexto de mundo. No entanto ela nunca dependeu do capitalismo, ela sempre existirá. A publicidade nada mais é que comunicação. Comunicar sem ruído. Comunicar com clareza. Eu sou um Cristão e não poderia deixar de citar que a propaganda brasileira tem uma identidade distorcida e reprovável, mas ainda assim vejo muitas propagandas maravilhosas e não necessariamente encontro nelas ícones, imagens lindas.
    O objetivo é comunicar, ongs que precisam de doação usam meios diferente para fazer propaganda. A WWF é muito mais contida e ponderada em suas imagens, já o Greenpeace usa imagens fortes e chocantes, assim cada uma procura comunicar com o seu público alvo afim de comunicar, a decisão de comprar ou não é do receptor e do quanto está mergulhado em seu próprio mundo ou na interdependência em seu grupo.
    Aos publicitários cristãos que lerem isso fica apenas o meu apelo, usem a criatividade para serem justos e corretos em sua comunicação, sejam cristãos! Comunicar é criar, é revelar o real valor das coisas. Mostrando a diferença. Dê uma olhada rápida em um portfólio meu de 2003 http://portifoliopaulo.wordpress.com/anuncios/
    http://portifoliopaulo.wordpress.com/anuncios/#jp-carousel-25

    Abraços, boas ondas!
    Paulo Correa

    • Tropical - AIRO 1 de Outubro de 2014 às 12:35 #

      Fala Paulo – ótimo texto! Ótimo ponto!
      Realmente, propaganda é uma forma de comunicar, mas penso que ela, qdo atrelada ao mkt, se torna uma ferramenta do capitalismo, pois visa a venda e lucro. Seria a profanação da propaganda. Provavelmente não fui tão claro. Por isso seu texto é bem vindo. Obrigado

      • Paulo Correa 1 de Outubro de 2014 às 13:52 #

        Oi,

        Creio que tanto a propaganda, o marketing, a administração entre outras áreas estão literalmente sujeitas ao ser humano. Por isso o seu título é muito feliz, “Uma arte humana”.
        Acredito que independente do tipo de economia, do tipo de área de atuação, se os princípios do Reino estiverem presentes eles se balancearão com os propósitos de Deus e se tornarão apenas nomenclaturas.
        O lucro injusto é condenável. Sou contra a injustiça. O planejamento de marketing que visa apenas o lucro vai contra a proposta de Philip Kotler que orienta sobre o marketing ser uma forma de perpetuar a “troca”(de forma justa).
        Assim, obrigado por expor seu texto. A profanação da propaganda também é uma injustiça e deve ser desmascarada. Existe um projeto chamado Alana que visa essa reconstrução da publicidade e a sua abordagem a partir de um diálogo promissor sobre o consumo infantil. Você vai gostar: http://criancaeconsumo.org.br/wp-content/uploads/2014/02/Publicidade-Infantil-%C3%A9-ilegal.pdf
        Abraços e obrigado eu.

    • Tropical - AIRO 1 de Outubro de 2014 às 13:02 #

      Paulo, acabei de ver seu portifolio. Bem, salvo a parte de quem é profissional [que dever trabalhar com ética], o que resta de bom numa campanha de uma instituição financeira como o Bradesco? Quero dizer, o que há de nobre ou conciliação disso com o mundo de Deus?

      • Paulo Correa 1 de Outubro de 2014 às 14:22 #

        Oi,

        A propaganda do Bradesco foi veiculada para expor o serviço Hiperfundo Bradesco. Uma boa campanha de uma instituição financeira é de visão macro e microeconômica sustentável. Empresas e pessoas dentro de uma economia, na minha opinião, precisam adquirir e vender produtos para que ciclos de troca se integrem de maneira local e até internacional. As transações comerciais precisam de instituições confiáveis. Assim guardar fundos em bancos, asseguram administrar suas reservas com justiça. O Hiperfundo é uma maneira de investir seu dinheiro como em ações financeiras. Eu acredito que financeiramente uma nação que sabe que haverá grande fome no futuro, pode guardar alimento, assim como aconteceu na história de José no Egito, ele foi um grande administrador. Um banco pode orientar investimentos de forma ética, caso isso não aconteça existem órgãos reguladores de propaganda como o Conar.
        Um missionário na África pode precisar do recursos financeiros e de um Banco com suas operações internacionais, assim um depósito aqui pode ser recebido por ele lá. Creio que existe muita conexão entre a forma de uso do produto e do serviço com as necessidades e desejos dos que utilizarão. Por isso a visão da utilização do produto ou serviço está muito relacionada a pergunta: O que eu posso fazer de nobre com este produto ou serviço.
        Assim, como você disse “Arte Humana”! Depende de como esta arte será utilizada e para que exista conciliação é necessário observar se esta arte vai contra o Reino de Deus. Sou a favor da propaganda financeira, ela comunica serviços importantes de forma simples. Não é uma instituição filantrópica (risos), por isso precisa de lucros e para ser boa deve no mínimo ser uma opção dentro de uma concorrência saudável. Se encontrar alguma propaganda que considere ofensiva, por favor me ajude, assim como eu já fiz, denunciando ao http://www.conar.org.br/ Obrigado pela pergunta e por se empenhar nessas questões. Abraços e obrigado.

        • Tropical - AIRO 2 de Outubro de 2014 às 18:04 #

          Fala Paulo. Ainda não li a q escreveu. Calmae!!! Depois leio e respondo. Abxx

        • Tropical - AIRO 2 de Outubro de 2014 às 18:08 #

          Bem! Minha visão de mundo é um tanto diferente, qto as instituições, principalmente as financeiras e estado. Ambos exercem poder tirano e oprimem ao povo com impostos e juros. Coerente com o sistema capitalista. Vc conhece o auto Jacques Ellul? Veja o homem e o dinheiro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: