Apóstolo


Nasci no início da década de 70, mas foi somente no final dos anos 80 que, aqui no Brasil, surgiram os primeiros “apóstolos”.

Desde então, a onda só cresce.

Existem apóstolos para todos os gostos.

Porém a soberba e cacoetes são sempre os mesmos.

Basta ver e ouvir dois ou mais que logo você saberá que são todos iguais – afinal, são apóstolos.

Imagino que tenha começado de maneira bem simples.

Primeiro um cara não se sentiu muito bem quando se viu tão igual aos demais amigos de profissão. Ele pensou que era um pouco melhor por causa do tamanho da igreja que tinha. Dai se auto intitulou bispo. Mas logo viu que isso não seria tão duradouro, preferiu subir um pouco mais. Comprou um grande anel de ouro e pedra de rubi, colocou num dedo e logo disse aos mais próximos: vocês serão meus bispos. Antes mesmo que pudessem sair para uma boa pizza em comemoração da igualdade com o grande líder, ouviram do mesmo que também subira um degrau – lógico que só conhecem o modelo de posições hierárquicas e pensam que isso também se aplica para o reino do céu. Disse aos seus bispos que Deus lhe conferira o título de apóstolo. Então, os amigos de outras igrejas ficaram com uma sensação de pequeneza e também resolveram seguir o exemplo do primeiro. Mas o primeiro, não sendo bobo nem nada, resolveu, para não perder a mão de seus amigos, fundar um conselho apostólico. Só que nem todos aderiram. Então, estes “nem todos” resolveram também criar seus próprios conselhos. E o primeiro, para não ficar igual de novo, resolveu inventar uma nova escala da hierarquia dessa pirâmide [uma construção comum aos egípcios]. De maneira sutilmente carinhosa, começou a chamar de filhos todos os seus prosélitos. Logo, sem perceberam a malícia, estavam também chamando-o de pai. Afinal eram todos suas crias. O negócio se tornou rentável, ganhou gosto popular e cresceu muito. Até mesmo um montão de gente que não gostava do tal desvio, resolveram também seguir tal caminho.

Tudo foi tão rápido que ninguém percebeu que os apóstolos de Cristo não deixaram sucessores que deixassem outros sucessores, que deixassem mais sucessores e, assim sucessivamente, até chegar os dias de hoje.

Tão rápido que mau percebem que a reforma do século XVI também tinha em seus motivos a mesma usurpação de alguém que aceitava ser chamado de papa.

A não ser que estes tais usem o termo no sentido original, como foram Tiago e Barnabé, que é “enviado, missionário”, estarão fazendo o uso indevido.

Fala sério! Será que se acham iguais aos apóstolos de Cristo – quem tinham a incumbência de construir a fundação da Igreja? Será que também foram comissionados quando viram o Cristo ressurreto [AT1.22 – ICO9.1]?

Duvido!

Na real é que nesta onda, estes apóstolos anacrônicos são fundadores, presidentes e donos de suas próprias denominações.

Mas ninguém percebe?!

Ao contrário dos apóstolos de Cristo que nunca foram proprietários das igrejas que eles mesmos fundaram. Eles eram apenas apóstolos da Igreja de Cristo, não de igrejas locais.

Ao contrário dos de hoje, eles tinham autoridade reconhecida por todos os cristãos, de todos os lugares.

O que escreveram era recebido como Palavra de Deus pela Igreja de Cristo.

Jamais fracassaram em dizer “em nome de Jesus, levanta e anda”. As curas eram completas. Cegos voltavam a ver, aleijados voltavam a andar e saltavam, e mortos ressuscitavam. Tinham 100% de acerto.

Enfim, qual o moderno apóstolo reconhecido pela Igreja de Cristo, além de sua própria igreja?

O negócio é tão esquisito que dentro de uma denominação dessas, só existe um apóstolo. Que por sinal, é o fundador. Quer por sinal, é o que ganha o melhor salário. Que por sinal, é apóstolo reconhecido somente pela sua própria igreja ou pelo conselho que faz parte. Que por sinal, já quer ser chamado de pai. Que por sinal, não tem nenhum outro sinal além da evidente vaidade e o enriquecimento com dinheiro de doação e conchavos da posição privilegiada. Que por sinal, seus sinais de cura dão certo para apenas metade da platéia, mas 100% para arrecadações financeiras iniciadas em novas campanhas de fé. Que por sinal só contam histórias de ressurreição de mortos, mas sem nenhuma comprovação – de pessoas sem nome e sem endereço. Que por sinal, adoram ser servidos com copos d’água, primeiras cadeiras, benefícios eclesiásticos e conchavos políticos. Que por sinal, adoram dar carteiradas do tipo: “sou o apóstolo Fulano de Tal” – mas se retorcem internamente quando os chamamos só pelo nome e os tratamos como gente normal.

Que por sinal, vivem da igreja, mas nunca para Igreja.

Vou pegar onda.

Tropical

Etiquetas:, , , , ,

10 comentários em “Apóstolo”

  1. JORGE BAZO 6 de Fevereiro de 2012 às 15:07 #

    Tropical te faltou…
    Que por sinal, estao levando a igreja de Cristo pelo caminho das heresias mais terriveis do seculo XXI…
    Que por sinal, antes foram tao iguias a nós, agora, só te atende a secretaria e com hora marcada…
    Que por sinal, nao honram mais a Palavra de Cristo senao à “do apóstolo”…
    Que por sinal, estao deixando o PIOR MAL TESTEMUNHO E MAL EXEMPLO entre aqueles que ainda nao creram, estragando o que verdadeiros homens e mulheres de Deus fizeram anteriormente…
    Que por sinal, estao bloqueando e até destruindo o verdadeiro caminho da singela mensagem do evangelho de Cristo…

    E assim suc……

  2. Tropical - AIRO 6 de Fevereiro de 2012 às 16:42 #

    Fala Bazo.
    Que por sinal, sua contribuição sempre será necessária.

    abxx

    • Márcia 7 de Fevereiro de 2012 às 21:14 #

      Olá !!!

      A Paz seja contigo querido… acabei de ler o que escreveu, que Deus continue usando a sua vida a cada dia.

      Márcia Muzel

  3. Michele Cousseau 27 de Fevereiro de 2012 às 02:32 #

    Perfeita descrição deste monte de imperfeição e lixo que tem contaminado a Noiva e a feito dormir, sem nenhuma reserva de óleo… como as “virgens imprudentes”.
    Que o Senhor nos livre do mal, começando por este mal.
    É hora de estarmos mais do que atentos à voz do Espírito Santo, afinal, “aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz”!
    Abração, meu amigo!

  4. Luis Gustavo 21 de Março de 2012 às 19:16 #

    Olá Tropical,

    Parabéns pelo seu texto, explicou exatamente tudo o que acontece nestas igrejas dos apóstolos, eu mesmo pertencia uma e sei bem o que vc escreveu. O que mais me tira do sério é um monte de incalto vir defender estaes picaretas, sempre com o mesmo discurso: Não toqueis num ungido do Senhor. Só não falam que são ungidos com óleo de peroba. Cadeia neles.

  5. Larissa Lamente 9 de Julho de 2013 às 21:24 #

    Que Deus nos livre desses hipócritas, safados, mentirosos. Como tenho vergonha quando a minha fé é posta a prova graças às falcatruas desses imbecis.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Opinião reta! | Tropical – AIRO - 26 de Julho de 2012

    […] Apóstolos […]

  2. Tropical – AIRO - 26 de Julho de 2012

    […] Apóstolos […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: