Mais algumas objeções contra a doutrina – dos homens – sobre dízimos:


Este assunto – dízimos – continua sendo motivo de escândalo para a igreja moderna. Fico impressionado quão forte é este preceito político religioso. Fico impressionado, não pela ignorância quanto ao assunto – pois já estive ai – mas pela disposição em continuar ignorante.

Enfim, já escrevi bem sobre o assunto, mas ai vai mais algumas objeções contra a doutrina – dos homens –  sobre dízimos:

Por André Amaral:

1º) O novo testamento ignora a prática do dízimo.

Basta uma olhada rápida no Novo Testamento e podemos concluir: Ele ignora o dízimo como prática válida na igreja primitiva. Não existe um texto sequer que o dízimo é ordenado como faz a Torá. Ninguém no N.T. instrui a igreja a praticar o dízimo.

2º) A história também ignora a prática na igreja primitiva.

O testemunho da História é um só: até onde os documentos existentes permitem saber, o dízimo é algo estranho à igreja dos dois primeiros séculos, e só começa a aparecer na medida em que a Igreja se deixa enredar pela sedução do poder temporal e político.

3º) A doutrina é instituída por motivos de crescimento do clero e a vinculação da igreja ao estado.

O crescimento do clero e a vinculação da igreja ao estado decorreram no aumento de despesas, que trouxeram consigo a insuficiência das ofertas voluntárias, que levou a igreja a exortar os fiéis a trazerem também os seus dízimos. Desse modo, no final do século IV e início do século V, o dízimo já era obrigatório na igreja.

4º) A reforma não deu maior atenção ao dízimo. Um bom exemplo dessa falta de atenção pode ser constatado ao examinar as Institutas, escrito por Calvino. Ao longo de suas 1734 páginas não encontramos uma única seção, por mais curta que seja, dedicada ao dízimo.

5º) A doutrina é aplicada com base numa exegese tendenciosa. Os adeptos do dízimo sempre recorrem ao A.T. São embasados numa prática Judaica. Porém, ignoram certas partes do ensino sobre o dízimo exposto na lei de Moisés. Portanto, o dízimo praticado hoje é diferente do ensino Bíblico Judaico (leia Dt.14.28,29).

6º) O “dízimo do pobre” é o único que vem acompanhado de benção.

Dt.14.28, 29. Note as últimas palavras. Essa lei do “dízimo do pobre” é a única que vem acompanhada de uma benção. Porém, nas igrejas hoje se tem pregado que tudo vai ser dado em dobro.Por que essa prática é ignorada?

7º) Se o dízimo é válido em todas as dispensações deveria, também, ser igualmente praticado conforme o antigo testamento.

Não precisa ser um ótimo observador para perceber que é impossível de ser praticado conforme o ensino da Torá. Confira Lv. 27.30,33. Nm.18.20, 24. Dt.14.22,29. Dt.26.12,15.

8º) O novo testamento ensina somente sobre ofertas voluntárias Como prática ideal para a igreja. A oferta segundo o ensino do apóstolo Paulo, deve ser completamente espontânea. Não há limites, somente os impostos pelo ofertante.

9º) As ofertas eram entregues para ajudar aos irmãos em suas necessidades.

O conjunto dos textos do apóstolo Paulo aponta com clareza para uma verdade só: a contribuição deve ser destinada, sempre, às pessoas em necessidades. Um verdadeiro serviço aos santos. Leia IICo.8 e 9.

10º) Não podemos nos apoiar de mecanismos e ensinos não cristãos para a arrecadação de fundos.

Mesmo se for necessário vender os templos, baixar os custos dentro da igreja, adotando um estilo mais simples de ser igreja, ou, abrindo mão de tradições que prejudicam o crescimento espiritual tais como o dízimo.

Se quiser saber mais sobre o assunto, leia este: http://wp.me/p1yfJR-p

Etiquetas:, , , ,

6 comentários em “Mais algumas objeções contra a doutrina – dos homens – sobre dízimos:”

  1. Gezz 6 de Agosto de 2011 às 18:15 #

    Interessante troipca =)

    Preciso devolver sua blusa! =)
    Ou você vai me dar de oferta? hehe
    Brincadeira

  2. Gezz 21 de Agosto de 2011 às 19:05 #

    ahha…ok
    vamos marcar um dia aí, sábado daqui a um mes?! ou se não essa semana pq vou fazer a cirurgia lá…
    abraço!

  3. Tropical - AIRO 21 de Agosto de 2011 às 19:44 #

    Blz – estou passando frio – sem blusa. abxx

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dizimistas ou mordomos? | Tropical – AIRO - 22 de Novembro de 2011

    […] Mais algumas objeções contra a doutrina dos homens sobre dízimos. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: