Sua religião é bíblica ou cultural?


“A maioria dos cristão praticantes não se dá conta de que os conceitos e as práticas centrais associados ao que chamamos de “igreja” não têm suas raízes no Novo Testamento, mas em padrões estabelecidos na era pós-apostólica.” – John Zens

Se você não consegue responder a estas perguntas, é porque sua religião é, no mínimo, cultural e, pouco tem a ver com as escrituras.

O que é Igreja segundo as escrituras?

Uma palavra utilizada como referência a um agrupamento de cristãos e não a edificações ou templos. Etimologicamente falando, são os “chamados para fora” – a palavra grega ekklesia é composta de dois radicais gregos: ek que significa para fora e klesia que significa chamados. Biblicamente, Igreja não é um lugar onde se vai, mas uma assembléia de cristãos independente de prédios. Igreja não é um lugar, não é um endereço, não são construções humanas, mas um coletivo de pessoas.

Que relação tem ela [Igreja] com o templo?

Se considerarmos que a Igreja e o templo antigo são [igualmente] estruturas arquitetônicas dedicadas aos serviços religiosos, estaremos contradizendo o primeiro significado de que a Igreja não é um lugar. Neste sentido, de que ambos são estruturas/lugares, a relação é totalmente errada. Mas se considerarmos que Deus, através da obra de Jesus Cristo, ao estabelecer uma Nova Aliança, nos fez habitação de seu Espírito [templos/edifícios de carne] – a habitação de Deus sobre a terra e o lugar de Sua Presença Real. A relação de ambos – Igreja – templo – está em saber que somos um reflexo do mundo divino.

Enquanto indivíduo, sou templo. Porém Igreja enquanto grupo.

Igreja é um lugar onde se vai?

Seria ela um prédio, espaço ou local?

Dentro de um contexto bíblico, não! Porém, hoje em dia, além de ser vários lugares de endereços, também é um CNPJ. Mas se quiséssemos ser biblicamente corretos, não poderíamos nos referir a Igreja como sendo um local, mas dizer que “somos a Igreja” quando nos reunimos [independente de lugares ou denominações].

Notavelmente, em nenhuma parte do NT, encontramos os termos “igreja” (ekklesia), “templo”, ou “casa de Deus”, usados para referir-se a edifícios próprios. Ao ouvido do cristão do século I, descrever um edifício como ekklesia (igreja) seria como chamar uma mulher de arranha-céu! – Frank Viola

De acordo com o NT, a igreja é a garota mais bonita do mundo: Jo.3:29; 2Cor.11:2; Ef.5:25-32; Ap.21:9.

O uso inicial da palavra ekklesia (igreja) para referir-se a um lugar de reunião cristã ocorre no ano 190 d.C. por Clemente de Alexandria (150-215). Clemente foi a primeira pessoa a utilizar a frase “ir à igreja”, que era um pensamento alheio ao crente do século I.16[16] (Ninguém pode deslocar-se a um lugar que é ele mesmo! Ao longo do NT, ekklesia sempre se referiu a uma assembléia de pessoas, não a um lugar!)

Robert Saucey, The Church in God’s Program, p. 12; A.T. Robertson, A Grammar of the Greek New Testament in the Light of Historical Research, p. 174. A palavra inglesa “church” assim como a palavra escocesa kirk e a palavra germânica kirche são todas derivadas da palavra grega kuriakon que significa “pertencendo a Deus”. A palavra inglesa “church” vem do inglês arcaico cirice ou circe que é derivada da palavra grega kuriakon. Com o tempo, ela passou a significar “casa de Deus” e foi involucrada referindo-se a edifício. Os tradutores da Bíblia Inglesa cometeram a enorme injustiça traduzindo ekklesia por “church”. Ekklesia, em todas suas 114 aparições no NT, sempre significa uma assembléia de pessoas (The Church in God’s Program, pp. 11,16). William Tyndale deveria ser recomendado porque na tradução dele do NT, ele recusou usar a palavra “church” para traduzir ekklesia. Ao invés de church, ele a traduziu mais corretamente como “congregação”. Infelizmente, os tradutores do KJV escolheram não seguir a tradução superior de Tyndale neste assunto e recorreram a “church” como tradução de ekklesia. Eles rejeitaram a correta tradução de ekklesia como “congregação” porque esta era a terminologia usada pelos Puritanos (“The Translators to the Reader”, Prefácio da tradução de G. Bray em 1611, Documents of the English Reformation, Cambridge: James Clarke, 1994, p. 435).

Qual a palavra que se traduz como Igreja e qual é o sentido da mesma?

Ekklesia. [ek] que significa para fora e [klesia] que significa chamados.

Pessoas reunidas em nome de Jesus Cristo são a Igreja independente de circunstâncias?

Sim.

O que é uma assembléia ou congregação? Para “congregar” – como dizem algumas pessoas – é preciso ir a uma igreja? Mas igreja é um lugar? Onde é a casa de Deus? Qual o lugar que Ele escolheu para ser habitação do seu Espírito?

Ekklesia.

Também seria um erro querer usar o Antigo Testamento a Igreja como sendo um edifício. A velha aliança, com toda sua parafernália mosaica de sacerdotes sagrados, edifícios sagrados, rituais sagrados e objetos sagrados foi destruída para sempre na cruz de Cristo. Além disso, no lugar de tudo isso foi colocado um organismo sem hierarquia, sem rituais, sem liturgia, chamado ekklesia (igreja).

Quais são os dons de Jesus Cristo dado às pessoas para edificação de sua Igreja?

Existem somente os dons do Filho ou também do Pai e do Espírito? Você sabe quais são, segundo as escrituras?

Um dom espiritual serve para quê?

Um dom pode fazer da pessoa alguém mais importante que a outra? E se ela tiver mais que um dom?

Os dons são posicionais ou funcionais?

Se dons servem preparar o povo de Deus e conduzir as pessoas a maturidade de Cristo, eles carecem de remuneração? Por quê?

Quais os dons que carecem de remuneração?

Você sabe qual a diferença de dons e talentos e para que servem?

Pode por acaso talentos ter relação com os dons?

Qual a pessoas que carece de remuneração?

Por que somente pastores, bispos e “apóstolos” recebem dinheiro?

Eles têm o direito de se sustentarem através de dinheiro doado? Com que base bíblica?

Mas se têm este direito, por que não também os que têm dom de mestre, de repartir, de interpretação de línguas, de fé, de curas; enfim todas as pessoas que possuem um ou mais dos 21 dons relacionados no NT? Por que são menos importantes?

O que quer dizer “pastor em tempo integral”?

Mas se não é um pastor em tempo integral, quer dizer que o deixa de ser enquanto vive uma rotina comum? Seria como uma pessoas que é crente somente “quando vai à igreja”? Mas Igreja é um lugar onde se vai?

Pastores e apóstolos são sacerdotes da Igreja?

A sacerdócio de Cristo é universal ou individual? A Igreja é sacerdotal?

Existe alguma passagem do NT que atribua o sacerdócio a indivíduos?

Qual a palavra no original grego que é traduzida como pastor? E a de presbítero ou bispo?

Paulo quando escreve à Igreja, escreve para as pessoas ou com exclusividade para “líderes”? Você pode provar sua resposta?

Quem quer ser maior no reino do céu, deve ser o maior – mais importante – ou o menor – o que serve?

O que significa a palavra ministério?

Somente pessoas especiais que o têm?

Para que serve um ministério?

O que é vida secular e vida eclesiástica? Por acaso não temos nós uma só vida diante de Deus, da qual daremos contas de tudo?

Mordomia e doação são princípios espirituais?

Dízimo é um preceito ou um princípio? Ele é arbitrário ou voluntário? Se é voluntário, posso não entregar? Mas se é arbitrário, onde está a graça nesta prática?

O que é o dízimo no AT? Para que ele serve? Quem entregava? Quem poderia toma-lo? Quem se beneficiava dele? Em qual espécie era entregue? De quanto em quanto tempo? Quando ele era armazenado e quando era comido? Era apenas 10% ou mais, ou depende – depende de quê?

Foi Abraão que entregou o dízimo ou foi Levi que entregou através de seu avó?

Abraão entregou de sua própria renda?

Quantas vezes mais é relatado que Abraão entregou dízimos?

Qual a pratica dos dízimos no NT?

Existe registro desta prática pela Igreja?

Jesus deu o dízimo? Paulo ou algum outro apóstolo pede dízimos?

Dízimo é princípio ou um preceito?

O que é o culto da vida de um crente? É um evento especial de sua igreja local?

O que é louvor? É uma música mais agitada?

O que é adoração? É uma música mais lenta?

O que é o altar? É o púlpito de sua igreja local?

O que é a ceia? Um ritual mensal de caráter apenas didático?

O que é o batismo? Um outro ritual proselitismo de denominações igrejeiras?

O que é a Igreja? É a finalidade de Deus ou o meio pelo Deus estabelecerá seu propósito?

O que significa ajuntar tesouros no céu?

Se você não consegue responder a estas perguntas, é porque sua religião é, no mínimo, cultural e, pouco tem a ver com as escrituras.

Boas ondas,

Tropical

Etiquetas:

4 comentários em “Sua religião é bíblica ou cultural?”

  1. Danilo 19 de Fevereiro de 2011 às 23:19 #

    >e ekklesia também podia significar uma reunião de orgia, já que a palavra já existia antes mesmo da igreja primitiva surgir.

  2. Sinedrio 22 de Novembro de 2011 às 16:23 #

    com tudo isso de pergunta, é mais fácil passar na Fuvest…rsrsrs – para responder todas é preciso escrever um livro, mas são questionamentos que fazem o cristão raciocinar… Esse negócio de engolir tudo que se fala, já foi antes da reforma protestante, parece que o povo gosta de ficar escarvo de dogmas e paradigmas…tem que ser bereano…

    • Sinedrio 22 de Novembro de 2011 às 16:24 #

      quis dizer escravo….

Trackbacks/Pingbacks

  1. Velhas crianças e seus cultos eternos | Tropical – AIRO - 14 de Dezembro de 2011

    […] Sua religião é bíblica ou cultural? […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: