Sejamos desequilibrados!


Um pouco de filosofação não faz mau a ninguém.

Sempre que ouço o [já velho] bordão “precisamos ser equilibrados”, fico tentando imaginar o que isso significa em relação a cada situação em específico. Será que na balança que pesa os extremos existe ao meio um tipo de virtude?! Será que entre os 100% mau e 100% bom existe um 0% virtuoso?! Fico pensando que se o equilíbrio entre os extremos de 100% é de 0%, significa que equilibrada são as pessoas que não significam nada?! Pode ser uma coisa dessas?! Mas se eu estiver errado e equilíbrio representa exatamente os 50% e não 0%; então concluo que entre os 100% mau e 100% bom, existe uma pessoa meio má que ao mesmo tempo também é meio boa. Sei lá! Nada disso me faz sentido.
Poderá ser que uma pessoa equilibrada represente alguém sem problemas mentais… Mas daí por diante qualquer que seja uma pessoa desequilibrada será um débil de mente?! Isso já me faz mais sentido, mas ainda não me dou por convencido – ainda não consegui achar nenhum equilíbrio.
Equilíbrio significa pesar o bem com o mau em medidas iguais? Ou a virtude com os defeitos? Caramba! Quem inventou essa de “ser equilibrado”?
Como disse o velho, desequilibrado e bonachão Cherterton, a bíblia é um livro de grandes paradoxos.
Já que a sanidade está em jogo, eu arriscarei nos significados de palavras: paradoxo, para mim, é um grande desequilíbrio.
Chesterton escreveu que Deus conseguiu manter coisas distintas e ao mesmo tempo valorizá-las em sua força. No cristianismo as cores não se misturam. O preto continua sendo preto e o branco continua branco. Eu me arrisco dizer que no cristianismo não existe a cor cinza. A bíblia diz que o leão deitou-se com o cordeiro. A tendência do pensamento dessa geração é dizer que o leão se torna como o cordeiro e por isso poderão andar juntos. Como se a fera deixasse de ser uma fera ou que o uma cor deixasse de ser pura – que o vermelho se misturasse com o branco para ser cor-de-rosa. Tenho que dizer que não entendo dessa maneira. Isso seria um erro brutal. Seria o cordeiro absorvendo o leão em vez de leão comer o cordeiro.
O verdadeiro problema é o seguinte: Pode o leão deitar-se com o cordeiro e ainda manter sua grande ferocidade?
Eu entendo o seguinte, que o homem em sua própria personalidade não poderá, jamais, ser equilibrado, a não ser que esteja dopado. Mas creio que poderá ser domado. Neste sentido, domar a própria personalidade, é manter as características com certo controle, sem a descaracterização. Um homem que gosta de grandes embates continuará sendo ele mesmo, um verdadeiro guerreiro que, como tal, é bom de briga. Porém, com o Espírito Santo dentro de si para sujeita-lo, servirá aos interesses de seu Rei. Da mesma maneira ocorre com o pacificador sujeito ao seu SENHOR. Em nenhum dos casos haverá despersonalização.
Me parece que o equilíbrio proposto pelos religiosos têm objetivos de controle. Para isso será necessário arrancar as características de personalidade do indivíduo.
Creio que o Espírito Santo valoriza cada personalidade – exaltando a pessoalidade e individualidade – com objetivo de atingir o propósito de nosso SENHOR.
Tanto um feroz leão como também um cachorro pitbull não podem perder suas características relativas às próprias raças, mas poderão ser domesticados de acordo com seus donos/domadores. Um leão, ou pitbull, ou uma ovelhinha linda, não poderão ser equilibrados, pois perderiam suas características.
O ser humano é diverso em personalidades, com qualidades distintas e necessárias para utilidade de seu criador. Esse desequilíbrio representa a maravilha da complexa criação do Deus todo poderoso. Nisto se manifesta a sabedoria e graça do SENHOR soberano que tem como finalidade sua própria glória manifesta em Jesus Cristo, o Leão da tribo de Judá que também se manifesta como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sem perder, em nenhum instante, suas enigmáticas características de Filho do Homem e unigênito Filho de Deus. Como poderia ser equilibrado um homem como este que chorava com os aflitos, mas também chicoteava os profanadores do templo? Como pode ser equilibrado um cara que entrega sua própria vida para ser caluniado, mal tratado e pendurado numa cruz?
O único equilíbrio coerente que vejo em Jesus é que ele é 100% homem e 100% Deus? Mesmo assim, está em dois extremos e não no meio.
P.S.: A filosofação não terminou. Minha amiga Jaq Lamente contribuiu para meu conhecimento – por causa das questões que ela me apresentou, tive que estudar um pouco, além de somente filosofar.
Ela me disse que “Deus não nos deu o espirito de temor, mas de fortaleza, de amor e de moderação” – [epieikeia = meio-termo]. Acredito que nesse ponto temos que ser equilibrados sim. Na medida em que defendemos nosso ponto de vista temos que ser moderados sim.” – Jaq Lamente
Depois de estudar um pouco, minha conclusão é:
… que exista equilíbrio entre fortaleza, amor e moderação [epieikeia] – porém estas três características já estão no lado oposto do medo – outro lado da balança.
Uma das definições de “epieikeia”, no dicionário de teologia, de fato é “meio-termo”. Mais o meio-termo que é “uma espécie de regra superior dos atos humanos… à observância a letra da lei”.
No dicionário VINI, “epieikeia” [substantivo], denota equidade, IMPACIALIDADE, moderação, gentileza, doce justeza. Como adjetivo está também escrito que “expressa a consideração que olha de maneira humana e racional os fatos de um caso”. Diz que “moderado” é contraste com “contencioso”.
Enfim, agora posso dizer que equilíbrio está do lado extremo da balança, mas não no meio entre Mau e Bom. Talvez seja este entendimento que devemos ter quando nos disserem que devemos ser equilibrados: equilibrados entre as virtudes, não entre virtudes e defeitos.
Ajudou-me a melhorar a idéia. Valeu!
Boas ondas,
Tropical

Etiquetas:

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: