Felicidade


Coisa infeliz é não ser aquilo para o qual foi feito!

Imagine uma prancha de surf sendo usada como tábua para passar roupas ou, sei lá… um púlpito de igreja.

Considerando desse ponto de vista, pensei, se existe uma prancha de surf infeliz, é a tal.

Pois uma prancha foi criada para servir ao surfista enquanto corre uma onda.

Como se fosse uma parceria, quando termino uma boa surf session, olho pra minha pranchinha e digo: “Fiz jus a sua existência!”

Por Ed Rene Kivitz

A felicidade é o objetivo da busca eterna e universal que vem ocupando a mente humana desde os primórdios da criação. As pessoas podem diferir em suas perspectivas políticas e religiosas, filosofias de vida, perfis psicológicos, cultura e raça, mas todos, sem exceção, querem ser felizes. A felicidade é a meta do pobre e do rico, do erudito e do ignorante, do santo e do pecador, do ateu e do crente, do ascético e do indulgente. É por causa da felicidade que aspirantes espirituais oram, trapaceiros trapaceiam, monopolistas monopolizam, caridosos entregam-se à caridade, bêbados bebem, ladrões roubam e penitentes se arrependem. Almejando felicidade, uns se casam, outros se divorciam, alguns cometem suicídio e outros se tornam homicidas.

E, no entanto, a perseguição à felicidade resulta numa tentativa caótica, absurda, infrutífera. Ninguém tem certeza de como alcançá-la.

Nenhum ramo de estudo nos trouxe conhecimento algum a respeito do segredo da felicidade. A religião enfatiza a salvação e a filosofia, a busca da verdade. Os moralistas falam a respeito do dever, e os psicólogos nos pedem que enfrentemos e convivamos com a infelicidade. Os cientistas pouco se importam com nossos sentimentos, e os economistas dão valor tão somente à riqueza e à prosperidade. Nenhum deles se dedica ao problema da felicidade.

Em busca da felicidade, as pessoas frequêntemente se comportam de forma estranha. Alguns ficam felizes quando os outros estão felizes; alguns ficam felizes quando os outros são infelizes; e existem até mesmo aqueles que são felizes quando eles próprios são infelizes. Uns têm a esperança de comprar a felicidade enquanto outros há que tentam usurpá-la do próximo. Há aqueles que buscam alcançar a felicidade através do domínio, pelo poder; outros, no apego às coisas. Desta forma, estamos todos constantemente perseguindo a felicidade, ao invés de sermos felizes. Não admira, portanto, que nasçamos chorando, vivemos nos lamuriando e morramos frustrados. (Texto publicado no ano de 2006 num site qualquer)

“PERSEGUIÇÃO DA FELICIDADE É UM OBJETIVO ERRADO. VOCÊ NÃO PASSA A SER FELIZ PERSEGUINDO A FELICIDADE. VOCÊ SE TORNA FELIZ VIVENDO UMA VIDA COM SIGNIFICADO.” HAROLD KUSHNER

Deus criou o ser humano como expressão e extensão de si mesmo, e somente seremos felizes quando funcionarmos de acordo com os propósitos desejados por Deus ao nos criar. Nenhuma pessoa será feliz procurando a felicidade nos próprios termos, e por uma simples razão: essa felicidade não existe. Fomos criados por Deus para funcionar movidos por ele mesmo. Neste caso, a felicidade existe apenas e tão-somente em Deus. Minha conclusão é simples: assim como você não pode usar uma bola de futebol para bater prego ou uma chave de fenda para costurar a barra de sua calça [ou uma prancha de surf como mesa], também não pode imaginar que uma pessoa seja feliz funcionando de maneira contrária a sua natureza e a seu propósito mais essencial. [A vida de Deus]

Etiquetas:

One Comment em “Felicidade”

  1. Vitor e Lisi 8 de Dezembro de 2009 às 15:25 #

    >será que a prancha se alegra com os curupios? ou só pelo fato de estar boiando na água salgada, junto com outras similares, contando histórias.grande abraço…Vitor Zilz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: