Desequilibrados que fazem a história


Bom galera, todos sabemos que a vida é cheia de paradoxos, certo? Mas também deveríamos saber que os mistérios dos paradoxos só se desfazem quando entendemos, de fato, a vida que há em Deus. A bíblia divide bem os paradoxos e também os explica de maneira bem profunda e simples.
Eu sempre disse que o grande desafio da vida é ser equilibrado. Na verdade aprendi dessa maneira. Mas se analisarmos mais isoladamente cada uma das coisas que podemos fazer, logo concluiremos que existem coisas que não poderão equilibrar com mais nada, mas que deverão ser anuladas. Em contrapartida existem coisas que deverão ser bem mais intensas na prática. Existe sim, nos ensinamentos bíblicos um paradoxo desequilibrado. Pois se estou cheio da grana não poderei dizer que sou rico caso meu irmão esteja pobre.
Agora preste bem a atenção nos exemplos que você irá ler.
Sobre coragem. A coragem é quase uma contradição, pois significa um forte desejo de viver que toma a forma de uma disposição para morrer. “Quem perder a sua vida, salvá-la-á,” é um paradoxo totalmente desequilibrado. Não vejo equilíbrio nisso.
Veja esse exemplo: “um soldado cercado por inimigos, se quiser achar uma saída, precisa combinar um forte desejo de viver com uma estranha despreocupação com a morte. Ele não deve simplesmente se agarrar a vida, pois então será um covarde – e não escapará. Ele não deve simplesmente aguardar a morte, pois então será suicida – e não escapará. Ele deve buscar a vida num espírito de furiosa indiferença diante dela; deve desejar a vida como água e, no entanto, beber a morte como vinho”. Cherterton
Sobre modéstia. A modéstia é uma palavra que traduz bem o equilibro entre orgulho e humildade. Pessoas que poderiam ser chamadas de equilibradas, simplesmente poderiam dizer que estão contentes consigo mesmas, mas não tão satisfeitas; pois existem muitas pessoas melhores e muitas pessoas piores do que ele; e que seus méritos, apesar de limitados, cuidará bem deles. Resumindo, uma pessoa assim diz que caminhará de cabeça erguida, mas não necessariamente de nariz empinado. Isso parece digno de um homem. Não parece?
Mas deixe-me dizer, o equilíbrio dessas duas coisas poderá ser a diluição de ambas; nenhuma está presente em sua força plena. Esse orgulho adequado não eleva o coração como o som de trombetas.
Em contrapartida, essa suave modéstia racionalista não purifica a alma com fogo; ao contrário da humildade rigorosa e profunda, ela não transforma o homem numa criança que poderá sentar-se aos pés de Jesus. Mas o cristianismo (não a cultura cristã moderna, mas o cristianismo real), buscou salvar as duas coisas. Ele separou as duas idéias e depois exagerou ambas. Num sentido, o homem devia sentir-se mais orgulhoso do que nunca, noutro ele devia ser mais humilde do que jamais fora. Na medida em que sou homem, sou a principal das criaturas. Na medida em que sou um homem, sou o principal dos pecadores.
Escrevi isso para dizer que em algumas coisas precisamos ser bem intensos. Se quisermos viver um sonho, precisamos ser intensos em tudo o que for necessário para realização do mesmo. Se quisermos ser íntimos de Deus, precisamos ser intensos na comunhão, na leitura da palavra, na oração, na santificação, no ódio contra o pecado, etc. Mas jamais poderemos equilibrar vida com Deus e vida mundana; essa precisará ser anulada.
NÃO SÃO AS PESSOAS EQUILIBRADAS QUE CONTRIBUEM PARA GRANDES MUDANÇAS. SÃO AS PESSOAS INTENSAS QUE MARCARAM A HISTÓRIA E CONTRIBUÍRAM PARA REFORMA.
Paulo David Muzel Jr – TROPICAL
refs.: Ortodoxia – CHESTERTON, G K

Etiquetas:, ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Coletivo TraçaUrbana

o c o r p o e n t r e d o t e c i d o u r b a n o

De volta ao Manual

Pensamentos sobre o amor de Deus na vida cotidiana

projetosilva

Ukulele e Voz ,Letras Simples e Pensamentos Sinceros...

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

Nelson Costa Jr.

" Ceci Est Un Dieu "

Marco Juric

Fotografia

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

Sandro Baggio

Trilhando o estreito caminho entre o cinismo e a ingenuidade.

A Bacia das Almas

Onde as ideias não descansam

espiritualidade

drnerium

Just another WordPress.com site

Uma pausa para o café.

Porque precisamos de uma pausa.

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

Reino & Sacerdote

Trabalhando para que a Igreja cresça e que o Reino avance!!! Ap 1.5,6

%d bloggers like this: